A COVID-19 no Outono/Inverno e a Importância da Testagem

Com o Outono/Inverno, vêm as já habituais doenças respiratórias. E, tal com em 2020, continuamos a somar a este cenário a infeção por SARS-Cov-2: COVID-19.

A intensificação da testagem mantém a sua importância.

Assim como o objetivo de controlar a transmissão da infeção por SARS-CoV-2, por forma a minimizar o impacto da COVID-19 na população, particularmente dos que são mais susceptíveis de vir a sofrer de complicações associadas a esta infeção, e dos serviços de saúde em si, que devem dar resposta a estes e outras necessidades de saúde pública.

Tal como está definido na Norma n.º 019/2020 da DGS, a realização de testes laboratoriais para SARS-CoV-2, continua a ser um processo orientado por duas finalidades:

  • I. Finalidade clínica, dirigida para o diagnóstico da COVID-19, nos doentes com suspeita de infeção por SARS-CoV-2 e nos contactos com caso confirmado;
  • II. Finalidade de Saúde Pública, no caso dos rastreios.

 

Alinhada com a abordagem do doente com COVID-19, e segundo a Direção-Geral da Saúde, a estratégia de testagem permite a identificação rápida dos casos de infeção pelo SARS-CoV-2/COVID-19, possibilitando a separação dos circuitos entre casos suspeitos e confirmados ao longo dos vários níveis de cuidados do SNS.

O diagnóstico diferencial entre SARS-CoV-2 e outros vírus respiratórios, como o vírus da gripe sazonal e o VSR, será definido em função do local da abordagem clínica.

Os Laboratórios Beatriz Godinho Saúde, que até há uma semana atrás participaram no rastreio das escolas e instituições de resposta social, continuam de portas abertas em cerca de 30 centros de Testagem, aos quais os utentes podem recorrer mediante pré-marcação. Para maior comodidade e rapidez no momento de testagem, pede-se aos utentes que preencham o formulário on-line, para depois serem contactados pelas equipas dos laboratórios responsáveis pela marcação do teste PCR ou Antigénio.

Este é um serviço que prestamos alinhado com a estratégia de saúde pública da DGS, e como resposta aos nossos estimados utentes da região centro do país.

Leia na íntegra a atualização da Norma relativa à Estratégia Nacional de Testes COVID-19 aqui

NOTE QUE:

1. Todas as pessoas com esquema vacinal completo há mais de 14 dias devem, no entanto, continuar a realizar testes de diagnóstico da COVID-19 em caso de suspeita de infeção por SARS-CoV-2 e em situações de risco por proximidade com uma pessoa com COVID-19.

2. A atualização da Norma define ainda que os testes laboratoriais não devem ser realizados em pessoas com história de infeção por SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias após o fim do isolamento, exceto quando apresentem sintomas sugestivos de COVID-19 e sejam contacto de um caso confirmado nos últimos 14 dias.

Voltar