Guia do Utente

Prenatest - Gravidez

Tem agora ao seu dispor o PrenaTest®, um novo rastreio pré-natal com as vantagens mas sem os inconvenientes dos métodos convencionais. Por um lado, é seguro para o seu bebé, enquanto pelo outro, permite determinar com grande precisão a presença ou não de alguma das alterações cromossómicas testadas.

 

O que pode o PrenaTest® detetar no meu bebé?

O PrenaTest® consegue detetar determinadas alterações cromossómicas no seu bebé, nomeadamente, Trissomias 21, 18 e 13, as Síndromes de Klinefelter e de Turner bem como a Síndrome do Triplo X e de XYY. Com este teste, poderá decidir quais as alterações cromossómicas a serem pesquisadas. Por exemplo, poderá ser testada apenas a presença de Trissomia 21 ou as três Trissomias: 21, 18 e 13. Informe-se com o seu médico sobre qual a opção que melhor se adequa à sua situação. Se desejar, poderá também saber se está à espera de um menino ou de uma menina.

 

Quão preciso é o PrenaTest®?

Em estudos realizados para avaliar a precisão do PrenaTest® em gravidezes únicas, determinou-se um resultado correto em 99,8% de todas as amostras de sangue. Verificou-se também a precisão do PrenaTest® em gravidezes gemelares. Em 98,7% dos casos foi identificado corretamente a existência de uma Trissomia 21, enquanto os casos de Trissomia 18 e 13 foram detetados em 14 dos 14 e 7 dos 7 casos, respetivamente.

 

Quais são as limitações do PrenaTest®?

O PrenaTest® não pode ser utilizado para determinar alterações estruturais nos cromossomas. Nestes casos, por exemplo, falta uma parte do cromossoma, existe uma parte duplicada ou há rearranjos desequilibrados ao nível de um cromossoma. Os chamados “mosaicos” também não podem ser determinados com clareza. Num mosaico, as células de parte ou de todo o embrião têm informação genética diferente da que está presente nas células da placenta (que são analisadas no PrenaTest®). Mesmo com a execução cuidada do PrenaTest®, poderá não ser possível obter um resultado conclusivo. Poderá ser necessário ter de repetir o teste e colher uma nova amostra de sangue. É importante que saiba que isto não revela nada acerca da saúde do seu bebé.